domingo, 27 de setembro de 2009

Mais um episódio na vida de um sem vida

O objetivo inicial desde o início deste blog era falar de coisas interessantes. Mas algumas vezes não há o que escrever. Só o que há é a necessidade de expressar-me do jeito que mais gosto: escrevendo. É nesses momentos que surgem aqueles posts bocejo-indutores em que manifesto alguns dos meus profundos e confusos sentimentos. Chame-me de gay mentalmente - e eu sei que o fez, se é que não proferiu a calúnia de forma audível à frente do pc, como eu mesmo costumo fazer seguidamente quando estou lendo na internet e me deparo com algo potencialmente homossexual -, mas não sou uma pedra e nem um computador, que nada mais faz do que calcular. Tenho sentimentos. E admita, tu também tens.

No fundo todos não passamos de garotinhas franzinas, chorosamente soluçantes e vulneráveis. Ok, talvez não integralmente, o tempo todo, ou como diriam meus (hipoteticamente existentes) amigos ianques, 24/7 (pronuncia-se "twenty four seven", para os desfamiliarizados com a expressão, ou "tuênti fór séven", para os desafortunados desconhecedores do ingrêis) (e nossa, como deve ser difícil ler e manter o foco no sentido das frases num texto cheio de parênteses humorísticos desnecessários e de qualidade discutível). Mas (agora foi necessária uma releitura do começo da frase anterior, né? Eu sei que foi... (e se foi mesmo, considere a possibilidade de ter isso (ou xingue-me mentalmente novamente))) nós sempre temos pelos menos alguns dos que denomino momentos garotinha.

Bom, até agora escrevi dois massivos parágrafos de pura merda semi-digerida (e não gaste tempo demais pensando na ligação entre as palavras "merda" e "semi-digerida", ou sua imaginativa mente logo infestar-se-á de de pensamentos comparáveis ao deliciosíssimo web hit "2 girls 1 cup"). E toda esta porra de introdução só para simplesmente dizer que estou passando por um "momento garotinha". "Pô, mas quer dizer que tu não é uma garotinha o tempo todo, então? Ah, entendi, só de noite né? Na Farrapos..." - tu me diz. Ao que eu te respondo: foda-se.

Para os que gozam de admirável persistência e invejável quantidade de tempo a desperdiçar, prossigo com alguns pensamentos recentes. E para os que riram da 4ª palavra deste parágrafo, não tem nada de engraçado, vai crescer, seu pré-adolescente nerd viado (nossa como estou repugnantemente ácido e malvado hoje).

Comentário aleatório: é esquisito ofender alguém usando o termo "nerd", quando na verdade me considero possuidor de várias das características de um. Creio que isso tenha sido uma autocrítica destrutiva, de certa forma. Ou seja, foi um Ownage Fail. Que coisa mais paradoxal... É como tu comer uma daquelas pizzas de sorvete, ou como tomar banho, pentear o cabelo e passar desodorante para ficar sociavelmente aceitável para ir para a aula de Mecâncica Aplicada II no prédio de Engenharia Mecânica da faculdade. E este último exemplo é tão paradoxal quanto triste. Para quem não entendeu, aula de Mecânica = 99,948% de alossomos XY por sala. Os 0,052% restantes correspondem ao fio de cabelo da última aluna que cursou a disciplina, em 1973. Fio este que ficou grudado no chiclete mascado atrás do encosto da cadeira usada por ela, certo dia, e que nunca mais foi removido.

Mas deixando de lado as divagações chá-de-cogumelísticas, voltemos ao momento garotinha.

Apesar da tentativa humorada de fazer parecer o contrário, com isto que lhes escrevo, ando meio mal, ultimamente. Estou de saco cheio. Minhas motivações já estão se esgotando. A única coisa na qual me achavam bom, e pela qual sempre fui elogiado, agora já não é motivo de orgulho. Já não enxergo mais com tanta clareza as luzes do outro lado do túnel, e este aparenta mais comprido e acidentado. O que é pior é o fato de sentir-me sempre num túnel, sempre correndo apressado, em busca de ar fresco, mas sem sucesso. Não tenho conseguido me focar, me concentrar em nada, e a maior parte do tempo livre eu perco, na indecisão sobre como aproveitá-lo (outro paradoxo... xD ).

Sem falar na experiência de ser o dono da casa por algumas semanas, que têm sido meio frustrante. Demonstra o quanto ainda estou desprepado e o quanto ainda preciso crescer. É chato enxergar que talvez eu tenha sido mimado mais do que o suficiente.

Mas o mais triste é não ter com quem dividir as aflições, não poder reclamar, não poder choramigar e nem me fazer de coitado. Basta ver como coloco minha vida pessoal à exposição aqui.

Tenho tentado sair, fazer algo diferente, mas por enquanto sem resultados relevantes. Acho que devo tentar mais.

Bom, acho que o texto de hoje "ilustra" bem o momento que estou passando: comecei de bom humor e terminei sentimental. Um pouco de cada coisa, para atender a todos os gostos. Isso que é democracia, companheiro!

Deu por hoje. Até.

Um comentário:

Glória disse...

eurialto
e me vi muuito aqui
sério
será q vc é meu outro eu perdido no mundo? (no sentido espiritual por favor)
q viagem...
tu conseguiu ser filosófico-humorístico
foi mágico *_*
torindoatéagora
a garotinha da farrapos...
q viagem!
em pensar que algumas pessoas tem de fazer uso de psicotrópicos para chegarem nesse estágio de mente confusa
isto está claro
você está confuso
cadê tua mãe guri?
vai dizê que ela te nega um colo?
somos seres humanos, precisamos de afeto, muito mais que qualquer coisa
o mais velho dos homens se não tivér uma velha ao lado fica chato
e ainda sim tendo alguns ficam chatos também (diga-se de passagem meu vô é um deles)
mas trate de se acalmar
a vida é assim
esse é pior
nada disso vai passar
pode crêr
tu apenas vai deixar de dar tanta importância
vai ter coisas piores pra pensar
posso te oferecer um ombro, ok?
afinal amigos são pra esas coisas, se é que tu me considera tua amiga
mas dentro de tudo isso ouça, ou melhor, leia meu grande conselho
seja feliz! sorria por pior que as coisas estejam, pois não é tu que está mal, são as coisas á sua volta
o normal das pessoas é ser feliz
é a única coisa que eu sei
e é que eu faço pra não enlouquecer
então sorria, seja feliz, se cuide, se beber não dirija e todas as outras coisas que tu já deve de saber
beijo
qqr coisa é só entrar em contato ;)