segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Lenda urbana do mal...

Bom, o Halloween foi anteotem, então estou meio atrasado (como de costume), mas acho que o espírito sinistro do 31 de outubro ainda não se foi completamente. Então hoje vou comentar sobre, adivinhem, uma coisa assustadora!

A coisa sobre a qual vou falar é, na verdade, uma lenda urbana relativamente velha, que ficou muito famosa há um tempo atrás, devido à popularidade do Youtube. Para muitos inclusive isso já deve ser muito old. Mas a história é boa, então os que já sabiam me desculpem. Ainda não suspeita do que estou falando? Pois bem, falo de Mereana Mordegard Glesgorv, o vídeo que te faz arrancar os olhos.

Reza a lenda que se tu digitar na busca do Youtube estas três palavras estranhas - as quais não faço a mínima ideia de qual língua estejam ou o que significam, e não consegui achar nenhuma tradução -, na maioria das vezes não haverá nada, mas às vezes é possível achar o tal vídeo.

Trata-se de um vídeo de uns vinte segundos, no qual é filmado o rosto de um homem, que fica imóvel, sem nenhuma expressão facial, olhando fixamente para a câmera. Há minúsculos movimentos que evidenciam que o vídeo não é uma simples fotografia, foi gravado mesmo. Não é possível identificar o que existe ao fundo, apenas pode-se observar que tem uma cor vermelha. Depois de algum tempo começa um som agudo muito esquisito e perturbador. O vídeo continua assim até o final, quando ele sorri nos dois segundos finais e o vídeo acaba.

Só pela descrição do vídeo alguns já podem achar meio estranho, mas a parte assustadora mesmo é a seguinte: este vídeo na verdade é apenas uma parte do vídeo inteiro, que dura uns dois minutos. O vídeo original foi removido pela equipe de moderação do Youtube depois que 153 pessoas arrancaram os próprios olhos e os enviaram para a sede do Youtube, em San Bruno, na Califórnia, Estados Unidos. Não se sabe como estas pessoas teriam conseguido enviar os órgãos depois de eles terem sido removidos.

Agora o pior: após isso, todas cometeram suicídio, de maneiras variadas. Nos braços dos corpos foram encontradas marcas estranhas, que provavelmente as próprias vítimas fizeram, e tais marcas nunca foram decifradas pelos peritos.

O vídeo inicial foi então removido, mas como a história acabou vazando, o Youtube resolveu colocar uma versão de vinte segundos, supostamente "não letal", para que as pessoas acessassem e comprovassem por si mesmas que era uma farsa, abafando assim o caso e evitando possíveis suspeitas.

A versão normal foi vista por um staff do Youtube, mas ele começou a gritar após 45 segundos do início do vídeo. Ele estava numa sala acompanhado de mais duas pessoas que não assistiam, mas desligaram imediatamente o vídeo antes que acontecesse algo. Ele foi sedado para se acalmar e quando recobrou a consciência não conseguia lembrar de nada do que havia visto no tal vídeo.

A pessoa que fez o upload do vídeo nunca foi encontrada; o IP foi classificado como não existente. O homem que aparece no vídeo nunca foi identificado ou encontrado.

No mínimo é intrigante, não? Eu, como sou muito cagão, resolvi não me arriscar; até hoje nunca vi o vídeo, nem mesmo a versão curta de 20 segundos que todo mundo diz que não dá nada, e mesmo sabendo que muito provavelmente é só um vídeo tosco mesmo. Mas vai saber, né?

Não vou postar aqui o vídeo e nem deixar o link direto, pois acho muita sacanagem e tentação para quem não quer ver o troço, além de que não quero essa coisa upada no meu blog. Mas se a curiosidade é muita (lembre-se que ela matou o gato), aqui estão os links de outros sites, aí tem tudo:
Até mais. Ou não...

2 comentários:

Glória disse...

é babaquice
acabei de vê o vídeo inteiro
fucei a net e encontrei
n tm nd d mais
é só o tiozinho ali no meio com o fundo vermelho e na metade começam uns sons de sino tocando (pelo menos eu axo que eram sinos)
mas o que interessa é que eu não arranquei meus olhos nem me suicidei

Giovanni disse...

"mas o que interessa é que eu não arranquei meus olhos nem me suicidei"

Ainda não... *música tensa*

Heuhaeueh!

Droga, não se consegue mais assustar as pessoas como antigamente. =/

Mas mesmo assim não vi o vídeo..